207

Aprender e Ensinar através da Arte Cinematográfica na Aula da Língua Estrangeira- da Exploração Didática até a Produção turma t1-23/24

Apresentação

A educação cinematográfica nas escolas está a aumentar o envolvimento dos alunos, inspirando a criatividade e a inteligência socio emocional, melhorando o nível de instrução e comportamento. Os jovens recebem grande parte da sua educação, informação e entretenimento através de imagens e movimento nos ecrãs. Assim, é cada vez mais pertinente que os próprios docentes adquiram conhecimentos sobre a educação cinematográfica. A Comissão Europeia, em 2011, referindo-se à Screening Literacy- educação cinematográfica, definiu a literacia cinematográfica como: "O nível de compreensão de um filme, a capacidade de ser consciente e curioso na escolha de filmes; a competência para ver criticamente um filme e analisar o seu conteúdo, cinematografia e aspetos técnicos; a capacidade de manipular a sua linguagem e recursos técnicos na criação de produção de imagens em movimento".

Destinatários

Professores dos Grupos 320, 330 e 350

Releva

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 8.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores, a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 320, 330 e 350. Mais se certifica que, para os efeitos previstos no artigo 9.º, do Regime Jurídico da Formação Contínua de Professores (dimensão científica e pedagógica), a presente ação releva para efeitos de progressão em carreira de Professores dos Grupos 320, 330 e 350.

Objetivos

- Promover atitudes reflexivas, e relacionar a aprendizagem com experiências próprias dos alunos; - Criar novos processos de aprendizagem através da arte cinematográfica: uma experiência de ensino que atua como memória emocional para o desenvolvimento de atitudes dos alunos; - Utilizar a narração digital como andaime para o estudo de qualquer tema académico; - Criar materiais para a exploração didática: guiões, ferramentas digitais, trabalhar com film clips; - Concretizar a planificação curricular (syllabus) que contemple o uso de filmes; - Aumentar a experiência educativa integrando arte e tecnologia no ambiente de aprendizagem.

Conteúdos

- Breve história da arte cinematográfica, origens, terminologia; - O papel do professor como facilitador, mediador e instrutor do processo de reflexão e análise- técnicas e planos de aula; - Como criar e explorar guiões (atividades pré-, durante e pós- visionamento) usando também ferramentas digitais (p.ex. Edpuzzle); - Ferramentas e técnicas para orientar os jovens a escrever, dirigir, atuar e editar os seus próprios filmes digitais curtos. Tornar a magia do cinema acessível aos jovens para envolver e enriquecer a vida de crianças e jovens desde o nível pré-escolar. - Instrução para levar os alunos à criação de uma animação em stop motion. - Passos de criação: Investigação do tema, envolvendo uma história convincente; Mapeá-lo num storyboard; Identificar conjuntos; Escrever um guião; Iluminação; Filmar; Editar as suas obras-primas. Utilizar a narração digital como andaime para o estudo de qualquer tema académico. - Processo de produção: tarefas de pré-produção de moldagem da história, aprendizagem de iluminação e técnicas de som, escrita do guião, e criação de uma lista de filmagens, a filmagem, produção e edição. - Realização de curtas, DOC filmes e diários digitais. Lista de verificação

Metodologias

A metodologia a utilizar será Teórico/Prática, sustentada em atividades práticas individuais e/ou em pequenos grupos de trabalho, com apresentação ao grande grupo dos resultados obtidos. Utilizar-se-ão apresentações em diversos suportes e privilegiar-se-á a reflexão, o debate e a discussão de ideias. Valorizar-se-á a emergência de processos de investigação-ação assentes numa lógica de relação entre teoria e prática ao longo de ciclos sucessivos (observar-refletir-planear-agir) no desenvolvimento do trabalho de construção de recursos a serem utilizados em sala de aula. Este curso pretende cobrir os aspetos práticos essenciais na utilização de métodos e técnicas de produção de filmes- Analisar várias abordagens: análise de filme baseada em texto (abordagem estrutural); análise baseada em tópicos (abordagem narrativa); abordagem de imagem e som (análise icónica); abordagem psicanalítica; abordagem histórica.

Avaliação

Instrumentos de avaliação dos formandos e respetiva ponderação: - Participação /Contributos: - Participação nas sessões- 30% - Realização/Trabalho de aplicação de conteúdos: - Conceção, desenvolvimento e avaliação de recursos educativos- 30% - Relatório final de reflexão crítica (40%) - De acordo com o Art 46º do ECD em vigor e as orientações das Cartas Circular CCPFC-3/2007 e CCPFC-1/2008, os formandos serão avaliados com a menção qualitativa de: - 1 a 4,9 valores - Insuficiente - 5 a 6,4 valores - Regular - 6,5 a 7,9 valores - Bom - 8 a 8,9 valores - Muito Bom - 9 a 10 valores - Excelente

Bibliografia

Alexander, R. (2008). Towards Dialogic Teaching. York: Dialogos.Alexander, R. (2010). Dialogic Teaching Essentials. Singapore: National Institute of Education.Framework for Film Education in Europe | BFI https://www2.bfi.org.uk/screening-literacy-film-education-europe Mc Givern, Alicia (2006). Transition Year Module in Moving Image Education Pilot Review: Dublin: Irish Film Institute. (http://www.ifco.ie/ifco/ifcoweb.nsf/lookupreports2/273FE266B2561440802572 EA00439554/$File/Pilot%20Review.pdf?openelement)O'Neill, B. and Howley, H. (2002). Teaching the Media in Ireland. In A. Hart & D. Süss (Eds.), Media Education in 12 European Countries A Comparative Study of Teaching Media in Mother Tongue Education in Secondary Schools. Zurich: Swiss Federal Institute of Technology.

Formador

Niki Paterianaki

Início: 08-05-2024
Fim: 31-05-2024
Acreditação: CCPFC/ACC-122456/23
Modalidade: Curso
Pessoal: Docente
Regime: e-learning
Duração: 25 h
Local: ZOOM

INSCREVER-ME